Sábado, 29 de Janeiro de 2022
Região de Carajás Tragédia

Xinguara: corpo de vereador não é localizado no Araguaia e buscas terminam

Tenente Catuaba, do Corpo de Bombeiros, informou que todas as técnicas possíveis foram utilizadas para encontrar corpo de vereador Maurisan e seu amigo. Suspeita é de que corpos tenham sido comidos por animais

14/12/2021 às 10h26
Por: Gazeta Carajás
Compartilhe:
Xinguara: corpo de vereador não é localizado no Araguaia e buscas terminam

Estão encerradas as buscas pelos corpos do vereador Maurisan Alves de Araújo, de 51 anos, e de seu amigo, Jorge Rui Souza Alves, de 41. O 10º Grupamento Bombeiro Militar (GBM) confirmou o fim das buscas, por meio do tenente-coronel Charles Catuaba, comandante da guarnição. Os dois não foram encontrados. 

Maurisan e Jorginho estão sumidos há 10 dias, após a voadeira em que estavam naufragar na região conhecida como Pontão do Araguaia, em Xinguara.

Ao longo de nove dias, as buscas envolveram equipes do Corpo de Bombeiros de Redenção e Belém, Capitania dos Portos, Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp), Defesa Civil de Xinguara e voluntários da Vila São José, onde fica o Pontão.

Segundo o comandante do 10º GBM, foram utilizadas todas as técnicas para tentar localizar as vítimas no rio. “Infelizmente, não conseguimos obter êxito e tivemos que encerrar as buscas,” lamenta Charles Catuaba, ressaltando que o rio é extenso, mas não apresenta obstáculos que possam enganchar ou prender um corpo em seu leito.

A suspeita, supõe Catuaba, é de que algum animal, como jacaré, possa ter comido os corpos das vítimas. As buscas encerraram às 12h do domingo.

Na embarcação que naufragou estavam, além de Maurisan e seu amigo, mais sete pessoas, entre elas a esposa do vereador, Simone do Amparo Paes da Silva, de 39 anos, e os dois filhos do casal. Simone e uma das crianças, de cinco anos, morreram afogadas e seus corpos foram localizados horas após o acidente. As outras pessoas foram resgatadas com vida.

(Com informações do blog do Zé Dudu)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias