Sábado, 26 de Novembro de 2022
Marabá Em Marabá...

Marabá que canta: Ritmo, harmonia e melodia fazem parte do projeto musical na Praça da Juventude

Na Praça da Juventude, localizada no Km-07, cerca de 400 pessoas entre 12 e 60 anos participam das turmas de música: musicalização, violão, flauta doce e fanfarra

17/11/2022 às 15h09
Por: Redação
Compartilhe:
Marabá que canta: Ritmo, harmonia e melodia fazem parte do projeto musical na Praça da Juventude

Nada como uma boa combinação de ritmo, harmonia e melodia para provocar as mais diversas sensações naqueles que ouvem música. Alegria, melancolia, relaxamento, euforia e lembranças, tudo depende do momento, gênero e estilo musical escolhido, que aliás, são inúmeros no mundo inteiro. Essa expressão artística, uma das mais antigas na humanidade, é lembrada por uma semana inteira aqui no Brasil. A Semana Nacional da Música é comemorada entre os dias 16 e 22 novembro.

Em Marabá, a prefeitura expande o ensino da música para centenas de crianças por meio da Fundação Casa da Cultura de Marabá(FCCM), pois muito mais que despertar emoções, a música também é utilizada como método de socialização e aprendizado didático de crianças e adolescentes. Na Praça da Juventude, localizada no Km-07, cerca de 400 pessoas entre 12 e 60 anos participam das turmas de música: musicalização, violão, flauta doce e fanfarra. Por lá, tudo acontece gratuitamente e de forma profissional. Os alunos se encontram duas vezes por semana e todos recebem instrumentos para explorar durante as aulas.

“Somos uma extensão da Fundação Casa da Cultura que respira música! Aqui as crianças saem da rotina da escola regular, e no contraturno fazem muitas atividades físicas, esportivas e a praça vem com esse diferencial, as aulas de música. É importante porque existem crianças que não têm vontade de ficar jogando bola ou brincando de queima, preferem a música que é ótima pra vida. Além de proporcionar o desenvolvimento da criança, também pode render retornos financeiros, profissionalmente”, destaca Gilberto Silva, coordenador da Praça da Juventude.

O músico Irannil Souza, com mais de doze anos de profissão, é um dos professores de violão, na Praça da Juventude, há quase dois anos. Ele enfatiza que nas aulas sempre busca atender os anseios dos alunos. Segundo ele, os objetivos são os mais diversos, enquanto alguns querem tocar o instrumento para hobby, outros almejam ajudar na evangelização da igreja e ainda há aqueles que querem fazer da música uma profissão.

“A gente preza primeiramente pelo caráter, voltado sempre à formação musical. E então tentamos fazer uma pequena triagem pra saber o que eles gostam de ouvir, pra que a gente de fato consiga conduzir o nosso processo de formação musical voltado para aquilo que eles querem tocar. Todos nossos alunos aqui conseguem colher frutos, tipo conseguir tocar, é uma gratificação pessoal sobre cada um. A gente vê isso diariamente aqui em nossas aulas”, diz o professor Irannil.

 

Alunos e a música

O aluno Felipe da Silva Gomes, 20 anos, sonha em se tornar um músico profissional, por isso busca aperfeiçoamento no violão, na Praça da Juventude. Fez a matrícula no início do ano e está satisfeito com os resultados.

“Eu vim buscar um pouco de conhecimento, aprender sobre a música, violão e é esse o conhecimento, aprendizado. Eu já sabia um pouco, toco música basiquinha, agora é pegar as manhas. Para mim a música é tudo, alegria, prazer, essas coisas. Eu quero tocar na igreja, tocar em banda. Na verdade, quero ser um cantor. O momento que mais gosto de tocar é quando estou feliz”, revela o jovem.

Por outro lado, a jovem Ivonete Borges da Silva, 18 anos, teve contato com as notas musicais do violão, pela primeira vez na Praça da Juventude. O objetivo é tocar na igreja e a relação com a música só aumenta a cada aula praticada.

“Eu vim pra aprender, porque eu gosto de tocar e foi uma oportunidade muito boa, estou muito feliz de estar aqui. Eu não sabia nada. A música para mim significa Amor. É paz. Quero aprender música para adorar a Deus e ser reconhecida pelas pessoas também”, comenta a jovem.

Os cursos de 2022 na Praça da Juventude já estão finalizando, mas as matrículas para o ano seguinte estão sendo organizadas. Para maiores informações, os interessados devem acompanhar o site e redes sociais da Prefeitura de Marabá ou dirigirem-se ao local, onde será divulgada a abertura das novas vagas.

Texto: Leydiane Silva

Fotos: Secom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.