Sábado, 01 de Outubro de 2022
Canaã dos Carajás Garimpo ilegal

Polícia Federal investiga garimpo ilegal em Canaã dos Carajás e região

Operação Águas Turvas investiga garimpo ilegal, que está prejudicando o Rio Parauapebas e cumpriu mandados de busca e apreensão em municípios da região. Prefeitura de Canaã recebeu os agentes e está auxiliando na investigação

31/08/2022 às 11h45 Atualizada em 12/09/2022 às 08h54
Por: Kleysykennyson Carneiro
Compartilhe:
Polícia Federal investiga garimpo ilegal em Canaã dos Carajás e região

Na manhã desta quarta-feira (31), agentes da Polícia Federal estiveram em Canaã dos Carajás e em outras cidade da região para cumprir 19 mandados de busca e apreensão. A operação "Águas Turvas" investiga atividades de garimpo ilegal no Rio Parauapebas, que segundo as denúncias, estão prejudicando seriamente o rio.

Em busca de documentos que possam ajudar nas investigações, a PF esteve na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Canaã e também na casa de Dionizio Coutinho, secretário da pasta.

Em nota, a Prefeitura de Canaã informou que já havia se antecipado no auxílio às autoridades com informações sobre as ações tomadas aos órgãos competentes, como a própria PF, o Ministério Público Federal, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e o Ibama.

A gestão municipal informa ainda, em nota, que está auxiliando a PF nas diligências da PF.

Confira abaixo a nota na íntegra.

A prefeitura de Canaã dos Carajás informa que, na manhã desta quarta-feira, agentes da Polícia Federal cumpriram 19 mandados de busca e apreensão na região, em investigação sobre atividade de garimpo que estaria prejudicando o Rio Parauapebas, no âmbito da operação “Águas Turvas”.

Em Canaã, foram cumpridos mandados na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e na residência do secretário da pasta, Dionízio Coutinho.

A ação visa recolher documentação que auxilie na investigação. A prefeitura recebeu os agentes e colaborou o tempo todo com as diligências.

É importante destacar que a prefeitura já havia se antecipado em auxiliar as autoridades com informações sobre as ações tomadas aos órgãos competentes, tais como a Polícia Federal, o Ministério Público Federal, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, e o Ibama.

A prefeitura de Canaã está à disposição, como sempre esteve, para colaborar com as investigações e está tranquila quanto a todas as medidas que foram tomadas em relação ao caso investigado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.