Sábado, 01 de Outubro de 2022
Canaã dos Carajás Cultura

Mapeamento cultural segue a todo vapor em Canaã dos Carajás

19/08/2022 às 14h23
Por: Redação
Compartilhe:
Mapeamento cultural segue a todo vapor em Canaã dos Carajás

O Projeto “Canaã, Berço da Cultura Criativa” segue a todo vapor com o mapeamento cultural do município. Aos poucos a equipe de profissionais percorre os principais bairros da zona urbana, como também localidades da zona rural. 

O objetivo é mapear os principais artistas e fazedores de cultura, assim como os principais grupos e organizações culturais; e os espaços culturais disponíveis no município, atualizando dados sobre os agentes culturais locais. No terceiro mês de atuação, o mapeamento tem chegado em vários segmentos na área da cultura em Canaã dos Carajás, são eles: artes cênicas, música, artes visuais e/ou artes digitais / eletrônicas, audiovisual e radiodifusão, livro, leitura e literatura, assim como a cultura popular e a economia criativa. 

A equipe de monitores já percorreu alguns bairros da cidade como Centro, Maranhense, Jardim dos Palmares, Vale Verde, João Pintinho, Vale Dourado, Novo Horizonte, Nova Canaã II, Santa Vitória, Santana, Residencial Canaã, Novo Brasil I e II, União, São José, Jardim América, Nova Esperança I, Flor de Lis II, Monte Castelo, Via Oeste e na Zona Rural percorrendo a VS52, Vila Planalto, Nova Jerusalém, Bom Jesus e VS2 no chacreamento Sofeque.    

O encontro com o público alvo da pesquisa acontece por meio da técnica denominada de “bola de neve”, metodologia de trabalho que parte do pressuposto da indicação de pessoas por meio de outras que já possuem contatos com os fazedores de cultura da cidade. Dai, o trabalho ganha corpo com a participação dos entrevistados / mapeados que também fazem as suas indicações dos próximos pesquisados.

A riqueza do material já coletado expressa o poder do capital intelectual e cultural presente na região de Carajás, mais especificamente na cidade de economia latente como Canaã dos Carajás. São costureiras, crocheteiras, bordadeiras, artesãs e artesãos que estão atuando em cooperativas, associações e grupos de mulheres. Na arte urbana, tem-se mapeado a turma do skate, grafite, patins e break dance, nas artes visuais o projeto tem ido minuciosamente em busca dos artistas, pintores, escultores, fotógrafos, ceramistas, design, artes gráficas, decoração e discentes do curso de Artes Visuais da Unifesspa. 

A cultura popular como expressões corporais igual a capoeira, as danças de boi bumbá, curandeiros, benzedeiras, festas religiosas e a cultura dos povos de terreiros aos poucos aparecem no mapeamento, representando a diversidade de povos que ocupam a dimensão territorial do município. De acordo com coordenadores do projeto, na fase atual, o mapeamento chega ao número de 300 entrevistados entre eles fazedores de cultura, coletivos, organizações, associações e espaços culturais. A ação do mapeamento segue até setembro, onde após esse momento será publicado uma revista eletrônica contendo as principais informações do levantamento cultural do município.  

Você pode acompanhar os bastidores do mapeamento através do perfil do Pontal Instituto Cultural no Instagram. Lá você também encontra os formulários I e II disponíveis para preenchimento @pontalinstitutocultural. Mais informações pelo contato (94) 98434-9148 – Jairon Gomes. 

O projeto tem como proponente a Associação dos Artistas Visuais do Sul de Sudeste do Pará, sob a gestão da empresa Tallentus Amazônia com o apoio da Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás via Termo de Fomento Nº 08/2022 e Emenda Impositiva Nº 015/2021.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.