Quarta, 29 de Junho de 2022
Polícia Barbaridade

'Português do Espetinho' é assassinado a facadas em Canaã dos Carajás

Eurípedes Monteiro Enes, o português, foi assassinado dentro de sua casa, onde também funcionava seu estabelecimento. Principal suspeito do crime é o sobrinho do Português, que também tentou matar sua esposa e uma criança de 13 anos

12/06/2022 às 19h04
Por: Kleysykennyson Carneiro
Compartilhe:
'Português do Espetinho' é assassinado a facadas em Canaã dos Carajás

O empreendedor Eurípedes Silva Monteiro Enes, o popular "Português do Espetinho", foi assassinado na madrugada deste domingo (12) em Canaã dos Carajás. Eurípedes é natural da cidade de Porto em Portugal e morava em Canaã já há alguns anos, onde empreendia no ramo alimentício. O crime aconteceu dentro de sua residência, no bairro Vale Dourado, próximo ao Supermercado Diamante. O principal suspeito do crime é o jovem Victor de Barros Almeida, sobrinho da mulher de Eurípedes, de 19 anos.

Segundo informações, Victor invadiu a residência do casal com uma faca de cozinha e desferiu várias facadas contra o tio. O criminoso também tentou matar a tia, que gritou e acabou acordando outra sobrinha do casal que também dormia na casa. A menina, de apenas 13 anos, quase foi morta pelo criminoso, e só conseguiu escapar porque a arma do crime ficou torta. Após os atos macabros, Victor fugiu da cena do crime.

Eurípedes morreu na hora. Sua esposa, Antônia Almeida de Carvalho, ficou gravemente ferida, mas foi socorrida e levado ao hospital. Não há informações sobre seu estado de saúde atualmente. A menina teve apenas um corte no braço e passa bem.

O corpo do Português foi removido. Eurípedes tinha 65 anos.

A Polícia Civil está investigando o crime e busca informações sobre Victor.

Ainda não se sabe as motivações para o crime.

 

(Com informações de Israel Morais)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.