Quarta, 29 de Junho de 2022
Saúde Saúde

Canaã: especialista do HCO alerta para a importância do controle da pressão arterial

Cardiologista do Hospital 5 de Outubro fala sobre mitos e verdades da doença no Dia Mundial da Hipertensão Arterial

17/05/2022 às 11h05 Atualizada em 17/05/2022 às 11h12
Por: Redação
Compartilhe:
Canaã: especialista do HCO alerta para a importância do controle da pressão arterial

O Dia Mundial da Hipertensão Arterial (17/05) foi criado com o objetivo de alertar a população para a importância da doença, que afeta cerca de 30% da população adulta em todo o mundo, ou seja, mais de um bilhão de pessoas, e acomete 25% dos brasileiros.

“A hipertensão é o principal fator de risco para doenças cardiovasculares, especialmente doença coronariana e acidente vascular cerebral, mas também para doença renal crônica, insuficiência cardíaca”, explica a cardiologista Fernanda Remor.

A hipertensão arterial é uma doença crônica definida por níveis pressóricos persistentemente elevados, acima de 140/90mmhg. É uma doença multifatorial, podendo estar relacionada a fatores genéticos, idade, sobrepeso ou obesidade, sedentarismo e consumo excessivo de sal.

Segundo Fernanda Remor, as medidas de maior impacto na saúde do paciente hipertenso são a prevenção e as orientações sobre hábitos de vida saudáveis, entre eles prática de atividade física regular; boa alimentação e controle do uso de sal na alimentação; evitar o fumo; controle do consumo de bebidas alcoólicas; e controle da glicemia e diabetes.

Conheça mitos e verdades sobre a doença:

1. O estresse aumenta a pressão arterial

VERDADE. O estresse reduz a circulação de sangue nas coronárias e aumenta o consumo de oxigênio pelo músculo cardíaco, podendo estar relacionado ao aumento da pressão e de casos de infarto.

2. A hipertensão é mais comum entre as mulheres

MITO. No Brasil, verifica-se uma prevalência da doença em 35,8% dos homens e em 30% das mulheres. Porém, após a menopausa, pode ter um aumento do número de casos pela diminuição da produção de estrógeno, que influencia diretamente nos vasos e na pressão arterial. 

3. O álcool prejudica o controle da pressão arterial

VERDADE. O consumo excessivo de bebida alcoólica eleva a pressão arterial e está associado a maior risco de morte por doenças cardíacas.

4. O sal da comida, sozinho, é o grande responsável pelo aumento da pressão arterial

MITO. Embora seja um dos principais fatores de risco, o sal adicionado à comida não é o único responsável. O sódio presente nos alimentos e bebidas industrializados também é um importante vilão. O brasileiro consome, em média, o dobro da quantidade de sal recomendada pela Organização Mundial de Saúde, ou seja, 5g (uma colher de chá) diárias.

5. A hipertensão não apresenta sintomas

VERDADE. Na maioria das vezes, não há sintomas. Em alguns casos, pode haver dor de cabeça, zumbido no ouvido, visão turva, tontura, dor no peito, palpitações, entre outros.

6. Quem tem pressão alta corre risco de infarto e outras doenças

VERDADE. A hipertensão é fator importante para infarto. Quando a pressão se mantém sempre acima dos 140×90 mmHg, vasos de todo o corpo podem ser afetados, levando ao maior risco de infarto, AVC ou doença renal.

7. Hipertensão tem cura

MITO. A hipertensão é uma doença crônica, que tem controle por meio de medicamentos e principalmente mudança de hábitos de vida.

 

Qualidade assistencial em Carajás

Os hospitais Yutaka Takeda e 5 de Outubro possuem certificação da  Organização Nacional de Acreditação (ONA), que atesta padrões internacionais de segurança e qualidade assistencial voltado ao paciente. 

Contam ainda com a certificação do Programa Nacional de Qualidade (PNQ), do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), e o selo “Green Kitchen”, em reconhecimento às boas práticas adotadas nas cozinhas do hospitais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.