Terça, 17 de Maio de 2022
Região de Carajás Preocupante

Prefeitura de Tucuruí não esclarece licitação milionária de kits escolares

Prefeitura de Tucuruí quer comprar uniformes escolares, meias, tênis, mochilas e até estojos para alunos, mas não esclarece andamento de licitação e ignora a imprensa. Governo estima gastar bagatela de R$ 7 milhões

18/04/2022 às 16h56 Atualizada em 18/04/2022 às 19h19
Por: Kleysykennyson Carneiro
Compartilhe:
Prefeitura de Tucuruí não esclarece licitação milionária de kits escolares

O prefeito de Tucuruí, Alexandre Siqueira, vai gastar muita grana com kits escolares para alunos da rede pública municipal. Além de uniformes, que incluem camisas manga curta, regatas, bermudas, shorts-saia, calças e meias, o gestor pretende entregar tênis, mochilas, cadernos e até estojos para os estudantes. A ideia é deixar o aluno bem equipado, pronto para o ano letivo.

A licitação que está disponível no Portal da Transparência do governo municipal acontece na modalidade pregão eletrônico para registro de preços, que vai levar em conta o menor preço por lote. Ou seja, vai vencer a empresa que apresentar o preço mais em conta para o governo.

As quantidades para atender os estudantes impressionam: 15.779 camisetas de manga longa, 3.721 camisetas regatas, 14.450 calças, 1860 bermudas, 1861 shorts-saia, 19.500 pares de tênis, 19.500 pares de meias, 9.459 mochilas grandes, 10.041 mochilas médias, 19.500 cadernos e 15.779 estojos.

A Prefeitura Municipal estima que vai gastar R$ 7.241.857,52 com a aquisição dos kits. Na licitação, o governo de Alexandre justifica que os kits servirão para atender alunos que estão regularmente matriculados em creches, pré-escolas e nos anos iniciais e finais do ensino fundamental público. “A licitação se justifica diante da necessidade de assegurar a manutenção das atividades da administração pública municipal, com fornecimento de uniformes para atender a demanda da Secretaria Municipal de Educação, primando pela qualidade de ensino e acesso de todos à educação” explica a prefeitura, que arremata dizendo que os kits representam economia para pais e praticidade para os alunos.

No entanto, nem tudo é tão bonito como o que está no papel. Até o fechamento desta matéria, o governo não havia entregado os kits escolares. Dois detalhes importantes: o processo licitatório foi aberto em 23 de fevereiro. As aulas no município, por sua vez, retornaram em 9 de março. Ou seja, já são quase 60 dias de processo em andamento, 40 dias de aulas presenciais e nada dos kits milionários.

Mas o que é preocupante fica ainda pior. A redação do Gazeta Carajás fez contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Tucuruí na última terça-feira 12 de abril. O contato foi com o senhor Márcio Guedes, assessor de Comunicação do município, que atendeu à reportagem e explicou que iria apurar as informações.

No entanto, sete dias depois, Márcio não deu retorno ao Gazeta e passou a ignorar nossos questionamentos. É importante sempre destacar que todo gestor público tem por lei a obrigação de responder questionamentos da imprensa a respeito do órgão que é responsável.

Os questionamentos são básicos: em que pé anda a atual licitação? Quando os uniformes serão entregues, quantos alunos serão beneficiados com os kits? Por parte do governo, silêncio.

Diante da falta de respostas, uma pergunta é inevitável: o que o governo de Alexandre Siqueira está escondendo? O espaço continua aberto para que a prefeitura se manifeste.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias