Terça, 17 de Maio de 2022
Região de Carajás Denúncia

Canaã: Em tribuna, Garra dispara: ‘deputado está travando o Incra’

Atual secretário de Desenvolvimento e Produção Rural, Junior Garra destacou importância do Núcleo de Regularização Fundiária em Canaã, mas afirmou que deputado, por interesses políticos, está travando títulos definitivos para produtores de Canaã. Deputado em questão é Joaquim Passarinho

13/04/2022 às 16h10
Por: Kleysykennyson Carneiro
Compartilhe:
Canaã: Em tribuna, Garra dispara: ‘deputado está travando o Incra’

O vereador licenciado e atual secretário de Desenvolvimento e Produção Rural, Junior Garra, utilizou a tribuna durante a 10º Sessão Ordinária de 2022 para fazer uma grave denúncia. De acordo com Garra, um deputado federal está travando a liberação de títulos definitivos para produtores de Canaã dos Carajás. O motivo? Interesses políticos.

De acordo com Junior, o deputado em questão usa o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) como barganha para ter apoio político. Ou seja, o município que o apoia nas eleições consegue liberação de títulos definitivos de forma mais fácil. Quem não o apoia, por sua vez, é travado, impedido de ter acesso a um documento que faz toda a diferença na hora de investir em sua propriedade. O secretário lembrou que Canaã conta com um Núcleo de Regularização Fundiária que funciona desde setembro do ano passado e tem conseguido atender bem os produtores do município. O entrave é em Marabá, destacou.

Garra disse as exatas palavras. “Temos aí um deputado que hoje é o detentor do Incra de Marabá, ele só ajuda o município que cede à pressão que ele dá para ter apoio político. Nós devemos fazer política é com trabalho, porque a população rural de Canaã dos Carajás não pode pagar o preço pela incompetência de um deputado, pela sua ingerência.”

Segundo Garra, Canaã tem centenas de proprietários rurais na espera. “Nós estamos com mais de 500 processos prontos para serem titulados e infelizmente nunca saiu um. E o que andam falando aí pelas ruas é que se ele não tiver devido, se não for cedida à sua reivindicação, não sai nenhum título para o município.”

Junior Garra pediu apoio da Câmara Municipal de Canaã para uma resolução deste problema. “Todos sabem que eu sou ‘Bolsonariano’, mas o que é certo é certo. Esse deputado é da base do presidente, mas está errado o que ele está fazendo.”

Wilson Leite, vereador em Canaã pelo Podemos, foi enfático sobre o parlamentar federal em questão. “É um herdeiro da ditadura e pensa que as coisas são enfiadas goela abaixo, mas não são. Quem quer voto aqui, tem que trabalhar pra isso. Não se bota mais cabresto em ninguém! Ele é o dono do Incra por acaso?”

E quem é este deputado?

O Gazeta Carajás apurou ouvindo fontes e verificando fatos que o deputado em questão é Joaquim Passarinho (PL). O vice-líder do governo federal na Câmara dos Deputados é, desde 2019, detentor político do órgão no Pará e tem, conforme afirmou Junior Garra, feito política com a entidade.

O atual superintendente do Incra na região é Aveilton Souza, apadrinhado político de Passarinho e, segundo fontes, pré-candidato a deputado estadual. Confira abaixo fotos dos dois em diferentes momentos.

O “ranço” de Passarinho com Canaã se justifica, em partes, pelo deputado não encontrar lastros políticos aqui. Apesar de ter obtido mais de 400 votos na Terra Prometida em 2018 quando foi candidato, o parlamentar não tem grandes ações em prol do município, tampouco para o sudeste. Agora, sabendo que a região tem candidatos fortes na disputa, tudo indica que Passarinho, além de não ajudar, tenta atrapalhar quem deseja trabalhar.

No começo de abril, Joaquim e Aveilton fizeram uma transmissão ao vivo no Instagram para falar sobre as ações do órgão no sul e sudeste do Pará. Uma espécie de “prestação de contas” antes de iniciar a corrida eleitoral. Confira o bate-papo na íntegra abaixo

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias